quinta-feira, 19 de abril de 2012

Amamentação

Momento certo para o desmame do bebê


Mãe alimentando o filho

O momento do desmame costuma ser complicado para a mãe. É quando ela para de amamentar ou diminui o aleitamento e passa a oferecer alimentos sólidos para a criança. Além do receio de não oferecer a alimentação e nutrientes corretos, ela perde um vínculo muito forte com o filho e fica com muitas dúvidas. Afinal, quando a mãe precisa começar o desmame e como saber se é a hora certa?
Ilma Cunha, pediatra da Amil, lembra que até os seis meses do bebê o leite materno supre todas as necessidades nutricionais da criança e, por isso, não é necessário dar nenhum outro tipo de alimento. "Mas, a partir desta idade, podem ser introduzidos à alimentação sucos, água de coco e papas de legumes ou de frutas, mantendo as refeições em horários de manhã e à noite até os dois anos. A introdução de alimentação complementar deve ser feita de forma gradual, com cada alimento novo sendo introduzido separadamente", explica a médica.
"No momento em que o bebê para de mamar com vontade e até começa a 'brigar' com o seio, pode ser o momento de desmamar. Outro aviso seria o não ganho de peso adequado. Não existe um momento ideal, mas a recomendação do Ministério da Saúde, assim como da Organização Mundial da Saúde, da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Academia Americana de Pediatria, é de que o aleitamento seja exclusivo até os seis meses e complementar até os dois anos da criança", ressalta Jorge Huberman, neonatologista e pediatra do Hospital Albert Einstein.
O desmame deve ser feito aos poucos, ao mesmo tempo em que se introduz outros alimentos na refeição do bebê. "A partir dos seis meses, o organismo da criança já está preparado para receber alimentos diferentes do leite materno. Pode se iniciar sem esquema rígido de horário. Ao bebê que ainda mama devem ser oferecidas três refeições diárias, sendo uma no período da manhã, uma no horário do almoço e outra no final da tarde ou no início da noite. Para as crianças já desmamadas, devem ser oferecidas três refeições mais dois lanches, distribuídos no período da manhã (desjejum), meio da manhã (lanche), almoço, meio da tarde (segundo lanche), final da tarde ou início da noite (jantar)", recomenda Ilma.
Segundo o pediatra Jorge, a melhor forma de desmame depende muito da mãe, do bebê, do estilo de vida deles e outros fatores. "A melhor forma de desmamar é parando gradativamente e ir substituindo as mamadas por alimentos, tipo frutas e sopas", indica o médico. "A consistência dos alimentos oferecidos deve ser inicialmente na forma pastosa, até com pedaços sólidos. As dietas muito diluídas devem ser evitadas e os alimentos sempre oferecidos na colher. A higiene no manuseio, estocagem e administração são fundamentais para evitar contaminação dos alimentos oferecidos ao bebê", alerta Ilma.

Por Loreta Fagionato - Equipe BBel 

Um comentário:

  1. Olá!
    Ganhei uma TAG e estou compartilhando com você, vai até meu blog para pegar:
    http://travessurasbrinquedos.blogspot.com.br/2012/05/tag.html
    Beijos Fabi

    ResponderExcluir